quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

E...

E de repente... O céu abriu.... A chuva caiu... A trovoada espreitou... Um clarão brilhou... E...

Sem comentários: