terça-feira, 2 de outubro de 2007

Apontamento sobre natalidade...



Originally uploaded by Sara Heinrichs (awfulsara)

O tema da natalidade está novamente na ordem do dia. A razão prende-se com o abono pré-natal. A medida é muito válida e fico satisfeita que seja colocada à disposição dos futuros pais mais uma ajuda que certamente encorajará alguns, mas não acho que vá resolver o problema da baixa natalidade em Portugal. Quem não conhece casais com situações económicas bastante estáveis que optam por ter apenas um filho? Existem outras razões que deveriam ser equacionadas e entre essas destaco quatro:
1) empregos precários - é a estabilidade no emprego que leva a outras atitudes, nomeadamente o de ser pai/mãe. Por exemplo, como se pode pensar em ser mãe/pai quando corremos o risco de ver o nosso filho crescer apenas ao fim-de-semana caso o nosso posto de trabalho seja deslocado para outra cidade?;
2) salários baixos - é o salário que alimenta um filho/uma família, que paga as contas mensais durante anos e anos, quando comparados com outros países europeus, estes são muito baixos;
3) a carreira profissional é cada vez mais exigente – que mulher activa pode passar cinco meses em casa? Redução de horário para amamentação, quem pode ter? Claro que é um direito e um direito importante, mas o trabalho não pára na empresa porque nasce uma criança. E a realização profissional é hoje muito importante para a mulher/homem;
4) ser mãe deixou de ser a única e principal realização de muitas mulheres, de muitos homens – hoje para se ser uma pessoa realizada não se tem obrigatoriamente que ter um filho. Há casais que não querem ter filhos, são felizes e estão no seu direito.

12 comentários:

conchita disse...

Concordo plenamente contigo!!
Boa semana :)

Tia Cremilde disse...

concordo...
daí ser tia... mas feliz!

luma disse...

Não tem como não concordar! E muitos querem filhos e não é dada a chance de opção de tê-los. Beijus

peciscas disse...

Subscrevo completamente.
Ontem escrevi também algo sobre o tema que, no essencial, é isso mesmo.

Amaral disse...

Naturalmente focas um tema pertinente e que está a dar que pensar aos nossos políticos.
É certo que muitos casais sem problemas financeiros estão a optar por um ou dois filhos, no máximo.
É certo que os salários baixos obriga os pais a pensarem no futuro dos filhos, quer a curto quer a médio-prazo.
É certo que a carreira das mulheres, nos dias de hoje, tem uma importância que não tinha há anos atrás.
É certo que o desemprego, a instabilidade do mercado de trabalho, as convulsões sociais são factores que já ninguém ignora.

Os nossos políticos tentam encontrar soluções, mas a realidade da nossa sociedade é uma realidade muito difícil de "enganar" inclusivé os menos informados...

Aumentar a natalidade em Portugal?
Nestas circunstâncias, tenho muitas dúvidas que isso vá acontecer nos anos mais próximos...

Pitanga disse...

Concordo contigo sobre o direito de escolha de quem não quer ter filhos. Mas não concordo com casais que mesmo os tendo põem as carreiras acima de tudo. São filhos de babás, amas e até da televisão, menos deles. Às vêzes os compensam com tudo aquilo que o dinheiro possa comprar, quando na verdade tudo o que queriam era um pouquinho de atenção.

beijinhos de Pitanga

AnaG. disse...

Fizeste uma abordagem muito séria do problema da natalidade e concordo plenamente.

Por muito que os políticos se esforcem, não vai dar resultado.

Beijitos

Mofina Mendes disse...

Feitas as contas, os gastos com um filho, todos somados, dariam para uma moradia das mais caras.

No fim, há retorno?

Visitas esporádicas ao lar!

Dalaila disse...

Filhos
amor
carinho
atenção
mimo
sentimento
partilha
dar
receber

isso sim fica....

[A] disse...

(está tudo bem por aí?)

Pitanga disse...

Gostas de Moda? Vai lá em casa!

beijos

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,