sexta-feira, 18 de maio de 2012

Pensa-se que nunca se perde o que nunca se encontrou. Como não se descobriu… Não se soube... Não se viu... Não se sentiu… E também não se viveu… O predicado está errado. Perde-se… porque nunca se ousou.

AJO

Sem comentários: